18 de jun de 2012

Comprei uma janela nova, uma bola e esqueci a dor.

"O problema de ser uma bagunça por dentro é que sempre tem um babaca - que se acha o tal - a fim de me consertar. Acabou de entrar na minha vida e já quer dar um de psicólogo metidinho a besta. Mas não é bem assim que as coisas funcionam. Têm coisas que não tem conserto.

Por exemplo, a janela da sala daqui de casa. Têm uns pestinhas aqui da minha rua que adoram jogar futebol domingo à tarde, e em um desses domingos tediosos um deles acertou a janela. E pimba! Quebrou a janela. E agora me pergunto: quem é que vai vim aqui juntar os pedacinhos da janela e colar? Exato, ninguém. Assim como a bola que minha mãe fez questão de furar de tanta raiva. Tanto pra um quanto pro outro a solução foi comprar uma janela nova e uma bola nova.

Mas a questão não é essa. É meu coração. Ele que é a bagunça aqui. Ele que é o estrago. E como faz para consertar? Como acabar com dor? Como preencher o vazio? Como juntar os caquinhos dele e remendá-lo? Não tem como.

E ai vem àqueles idiotas que aconselham "Esquece isso", "Vai passar", "É questão de tempo para seu coração voltar ao normal". Eles não entendem que quando um coração é estraçalhado, seus pedacinhos voam em todas as direções e perdem-se. Não tem como achar. Não tem como esquecer. São coisas que ficam para o resto da vida.

Não tem cura, mas tem tratamento. Tem que aprender a viver com a falta, com a dor. E com o tempo fica mais fácil. Até que você consegue guardar tudo em uma caixinha de decepções trancada a oito chaves. Ai chega um idiota e te lembra tudo. Infelizmente ainda não aprendi a viver com isso. Dá uma vontade de quebrar a cara do babaca... Tai, mais uma coisa pra minha lista que preciso aprender: ter paciência." Milena Maciel

9 comentários:

Ter paciência taí uma coisa que naum tenho, com nada e com ninguém...
http://pitadadecinema.blogspot.com.br
Mas é assim mesmo, é muito fácil vir e julgar. Há insensibilidade na hora de se avaliar o problema dos outros, devemos sempre ouvir nossos corações, se conselhos fossem bons seriam vendidos.
Acho que tudo é uma questão de tempo. Se acertar no amor, no trabalho, na vida social e outras coisas.
Talvez por ser descendente de japonês, tenho uma paciência bem redobrada, mas já estive em situações parecidas e sem calma e tempo, nada da certo.
sempre falo isso kk
Verdade, sem calma nada da certo, mas me falta calma k
Paciência e tempo são sempre parte disso que a gente chama de vida. Só vivendo, por mais que machuque, é que aprenderemos a nós mesmos juntar os nossos pedaços.
sem paciencia nda da certo eh preciso ser paciente pra tudo
Ter paciência é preciso, mas paciência tem limite também né.

http://prefiroserrainha.blogspot.com.br/2012/06/blog-post.html

Postar um comentário